Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas da Minha Aldeia

Diário de bordo do meu Mundo que é uma aldeia pintada com as cores do arco-íris.

Crónicas da Minha Aldeia

Diário de bordo do meu Mundo que é uma aldeia pintada com as cores do arco-íris.

27
Fev19

Ai o meu rico anelito

Miss Lollipop

Ontem a meio do dia, dei pela falta de um dos meus anéis preferidos, que podia jurar a pés juntos tê -lo colocado pela manhã.

Logo que cheguei a casa fui disparada à sua procura, cómodas, gavetas, caixinhas, mala virada do avesso, e nada.

Hoje de manhã, estava eu a ajeitar o cobertor da cama de uma das minhas cachorras, quando, como por magia pura, cai-me aos pés o meu rico anelito.

Fiquei duplamente feliz.

Porque o encontrei, e porque a cadelinha não o comeu.

20190227_124724.jpg

 

 

 

25
Fev19

Perdoem-me pela minha indignação

Miss Lollipop

Não é meu hábito trazer para estas páginas assuntos fracturantes e polémicos, pois cada qual é livre de expressar a sua opinião desde que a sustente com argumentos convincentes.

Mas neste caso, não existem argumentos que possam minorar a minha indignação. 

Indignada me sinto, triste e desiludida.

Pedofilia é um assunto para mim muito sensível,  para mais no meio dos pastores que deveriam orientar e cuidar do seu rebanho, sendo eles afinal, as ovelhas tresmalhadas. 

Crucifiquem-me, façam o que quiserem.

Mas para mim,  pedófilos, sejam eles do clero, da nobreza ou do povo, mereciam a castração imediata, mas não química,  que essa é indolor.

Era cortar-lhes as pilocas nojentas a sangue frio.

É uma doença, um desvio,   clamam alguns num intuito de desculpabilização perante a sociedade, como se houvesse desculpa possivel.

E foi feito um conclave, um encontro, o que raio pretendiam que fosse para atirar areia para os olhos do povo, de onde saiu o quê?

Nada. Nadica de nada. Népia.

Apenas a certeza de que estão bem blindados, que continuam a merecer a proteção divina, sem serem denunciados,  afastados, entregues às autoridades ou a quem quer que seja para fazer justiça,  esta sim, divinal.

A condescendência e arrependimento para a imprensa ficou pelas imagens de uns beija mãos ridiculamente inúteis. 

Vinde a mim as criancinhas... Ah pois é....

 

 

25
Fev19

Cenas no trânsito

Miss Lollipop

Pensava eu que já tinha visto de tudo de manhã, no meio do trânsito.

Maquilhagens elaboradas, sobrancelhas a serem arranjadas, unhas a serem retocadas, barbas a serem desfeitas, cabelos a serem compostos….

Mas hoje foi a cereja no topo do bolo.

O rapazinho no carro parado ao meu lado nos semáforos, espremia freneticamente borbulhas e pontos negros no meio de trejeitos e esgares inimagináveis, contorcendo-se furiosamente como se estivesse possuído por algo paranormal.

Quando acalmou, introduz seu fino dedo em sua elegante narina, começando a escaranfuchar por todos os lados, rematando este cenário idílico com uma breve passagem por seus lábios humedecidos atingindo decerto o clímax, que só foi interrompido pelo buzinar dos carros que o mandavam dar de frosques.

Foi o início perfeito de uma manhã que se augurava perfeita….

20
Fev19

Os meus dias são mais do que os vossos

Miss Lollipop

Alvorada às 7:15.

Deixa Infante na escola depois de enfrentar estóicamente o trânsito matinal, mais um slalom até alcançar o job's place, vê e responde emails,  despacha processos, sai disparada para avaliações tributárias numa caminhada insana de vários kms de ida e volta, vai buscar princesa ao liceu, traz também os colegas que são distribuídos pelas respectivas casas, chega a casa, dá lanches, trata das cadelas, sai disparada volta ao liceu para a reunião de Conselho de Turma, volta a casa por becos e atalhos para escapar ao trânsito,  passa no supermercado e na papelaria, entra em casa com os bofes de fora, é recebida pelas cadelas aos pulos que não a deixam andar, vê a mesa posta, tudo pronto para jantar, a vela acesa, as crias tratadas e o sorriso do marido. 

19
Fev19

Não havia Necessidade

Miss Lollipop

Sou apologista de que cada um posta aquilo que muito bem lhe apetecer nas suas redes.

E cada um tem o direito de gostar e de não gostar, mas sempre com o dever de se abster de comentários depreciativos só para chatear.

Quando vejo algo que não gosto, não liko, e passo à frente.

Mas arrogo-me ao direito de comentar no meu espaço.

E vem isto a propósito dos limites pessoais que parece terem deixado de fazer qualquer sentido pela morbidez e vontade de chocar.

Postar uma foto deitado numa cama do hospital, todo torto porque foi fazer uma colonoscopia, ou como refere, fui levar no c…, postar a campa da mãe porque foi lá deixar flores, postar o caixão de um familiar cheio de flores….. too much information.

Enfim. Acho totalmente descabido e desnecessário.

E a seguir ? 

fotos do tubo no dito cujo? selfies nos velórios?

18
Fev19

Modas que não entendo

Miss Lollipop

Se há modas que não consigo entender é esta das calças rasgadas.

Dantes, qualquer rasgão por mais pequeno que fosse, ia directamente para o corte e costura,  ou espetavam-lhes com  joelheiras ou outras aplicações, ou eram devidamente cortadas  para calções, ou iam directamente para o lixo.

Agora paga-se pelos rasgões. E bem!

Tanto ou mais do que umas calças imaculadas sem qualquer rasgão.

20190125_170147.jpg20190125_165814.jpg

Será que o preço depende do tipo de rasgão ?

Ou depende do sítio onde está o rasgão? Qual o rasgão mais caro? E qual o mais económico?

A Proteste já devia ter apresentado um estudo comparativo sobre rasgões nas calças; A melhor escolha, a escolha económica….

Cá pelo burgo, o mais velho também na crista da onda vai de me pedir umas calças rasgadas…

Levou com umas bem usadas e mandei-o fazer bricolage com uma tesoura.

Resultado, a custo zero, ficou com umas calças personalizadas.

20190204_220840.jpg

 

17
Fev19

Não gostei e ponto final

Miss Lollipop

Nova Ásia na Av. da Igreja. Restaurante chinês em voga na década de 90, muitas almoçaradas e jantaradas de grupo foram lá feitas.

Não íamos lá há que anos,  sabíamos que tinha sido totalmente remodelado. 

E que passou a ser o restaurante chinês mais ocidental, com boas críticas, havendo quem o compare a um bistrô. 

Deparamo-nos  com uma sala envidraçada com plantas,  madeira e azulejos a rebentar pelas costuras, e outra no piso inferior. 

Disse a um funcionário que éramos 4 e ele mandou esperar. 

Esperei pacientemente abandonada pelo meu pessoal que ficou lá fora.

Esperei e quase que desesperei,  até que chegam outros que ao dizerem que eram 3, outro funcionário lhes diz para descerem que tinham mesa em baixo. 

Levantei-me de rompante e disse, se há mesa para 3 também haverá para 4!

Este olha para mim e diz que não sabia que eu estava à espera.

Não.  Estava ali sentada a admirá-los !!!!

Descemos para uma sala de facto acolhedora. 

Mesas encostadas umas às outras, cadeiras empalhadas com outras.

Ementa com erros ( agridoce ali é acri doce), preços acima da média,  guardanapos de papel...

Os crepes são mini rolinhos, o arroz não estava solto.

Galinha com ananás natural e porco doce mediano.

Pato à Pequim estaladiço mas com os crepes massudos que mal davam para enrolar as farripas de aipo.

Uma boa garrafeira vai safando a cena.

Se é para ir ao chinês,  que seja um chinês à séria com todas as chinesices a que temos direito.

Para quererem marcar a diferença têm que fazer bastante mais.

Foi unânime a opinião.  Riscado do roteiro.

20190216_211029.jpg

20190216_212706.jpg

20190216_212748.jpg

 

14
Fev19

Acerca deste Dia

Miss Lollipop

Hoje, ao mesmo tempo que se comemora o Dia de São Valentim ou vulgo Dia dos Namorados, também se celebra o dia europeu da disfunção eréctil. 

E tem tudo a ver uma coisa com a outra, se nos lembrarmos que o tal Valentim, foi um padre mártir que perdeu a cabeça.

Senão vejamos:

Em Roma, os jovens garbosos mancebos foram proibidos pelo ditador de meia tijela, Cláudio 2, de se unirem pelos sagrados laços do matrimónio, para se concentrarem nos jogos de guerra e deixarem-se de malandrices.

O Valentim borrifou-se e toca de casar o pessoal todo, até que os ressabiados engravidaram os ouvidos do Cláudio 2, que logo o enviou para a choça.

Aí, era só flores e cartas dos seus admiradores, até que tem um grande crush pela filha do seu carcereiro que não via nada desde que nascera, mas que pelo milagre da paixão passou a ver mais do que muitos.

Cláudio 2 já farto desta novela, manda-lhe cortar a cabeça a 14 de Fevereiro, dando tempo ao Valentim de escrever uma farewell letter que rematou com “de seu namorado, seu Valentim

Anyway, um ganda Valentine’s Day para todos nós.

( e que o Glorioso logo dê uma abada aos turcos)

12
Fev19

Serei retrógada?

Miss Lollipop

Das cenas que mais confusão me fazem estão as amigas que vão de férias com outras amigas, deixando para trás marido e filhos .

Serei eu retrógada ou a única a pensar que férias só fazem sentido na companhia do mais que tudo e dos miúdos? 

Será o meu sentido de Família excessivamente forte?

Estou casada há uma vintena de anos e mais 7 em cima de enamoramento.

O meu marido é o meu melhor amigo.

Passados estes anos todos continuamos a desfrutar da companhia um do outro,  a conversar sobre tudo e o mais importante, é que  nos divertimos juntos.

Tanto fazemos programas a 2, como fazemos com amigos, como saímos sozinhos com amigos

 And that' s all.

Viagens de lazer, férias,  fins de semana prolongados são feitos a 2 ou em família.

Para mim é inconcebível viajar sem ser profissionalmente, e deixar a minha gente em terra.

Não me sentiria completa , não iria desfrutar, não me iria divertir. 

Mas isto sou eu que sou uma grande coruja.

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D